ReactDOM

Se você carregar o React através de uma tag <script>, essas APIs de nível superior estão disponíveis globalmente em ReactDOM. Se você usa ES6 com npm, você pode escrever import ReactDOM from 'react-dom'. Se você usa ES5 com npm, você pode escrever var ReactDOM = require('react-dom').

Visão Geral

O pacote react-dom provê métodos específicos para o DOM que podem ser usados no nível superior de sua aplicação como uma válvula de escape para sair do modelo do React se você precisar. A maioria de seus componentes não devem precisar deste módulo.

Suporte dos Navegadores

O React suporta todos os navegadores populares, incluindo Internet Explorer 9 e acima, apesar de precisar de alguns polyfills para navegadores antigos como IE 9 e IE 10.

Nota

Nós não temos suporte para navegadores antigos que não possuem suporte para métodos ES5. Mas, você pode descobrir que suas aplicações funcionam em navegadores antigos se polyfills como es5-shim and es5-sham forem incluídos na página. Você estará por conta e risco se optar por seguir esse caminho.


Referência

render()

ReactDOM.render(element, container[, callback])

Renderiza o um elemento do React no DOM no container fornecido e retorna uma referência ao componente (ou retorna null para componentes sem state)

Se o elemento do React foi previamente renderizado no container, isso vai realizar uma atualização nele e só alterar o DOM conforme necessário para refletir o elemento do React mais recente.

Se a callback opcional for fornecida, ela será executada depois do componente ser renderizado ou atualizado.

Nota:

ReactDOM.render() controla o conteúdo do nó contêiner que você passa. Qualquer elemento do DOM que existe dentro será substituído na primeira chamada. As próximas chamadas usam o algoritmo de diferenciação do React para atualizações eficientes.

ReactDOM.render() não modifica o nó contêiner (só modifica os filhos do contêiner). Pode ser possível inserir um componente em um nó já existente no DOM sem sobrescrever os filhos existentes.

ReactDOM.render() atualmente retorna uma referência à instância raiz de ReactComponent. Porém, usar esse valor de retorno é legado e deve ser evitado porque versões futuras do React podem renderizar componentes assincronamente em alguns casos. Se você precisa de uma referência da instância raiz de ReactComponent, a solução preferida é de anexar uma callback de ref para o elemento raiz.

Usar ReactDOM.render() para hidratar um contêiner renderizado no servidor está deprecado e será removido no React 17. Ao invés disso, use hydrate().


hydrate()

ReactDOM.hydrate(element, container[, callback])

O mesmo que render(), mas é usado para hidratar um contêiner cujo o conteúdo HTML foi renderizado pelo ReactDOMServer. O React tentará anexar event listeners ao markup existente.

O React espera que o conteúdo renderizado seja idêntico entre o servidor e o cliente. Ele pode consertar diferenças no conteúdo de texto, mas você deve tratar incompatibilidades como erros e ajustá-las. Em modo de desenvolvimento, o React avisa sobre incompatibilidades durante a hidratação. Não existem garantias de que diferenças entre atributos serão consertadas em caso de incompatibilidade. Isso é importante por questões de performance porque na maioria dos aplicativos, incompatibilidades são raras e, portanto, validar todo o markup seria proibitivamente caro.

Se um único atributo de elemento ou conteúdo de texto é inevitavelmente diferente entre o servidor e o cliente (como por exemplo, um timestamp), você pode silenciar o aviso adicionando suppressHydrationWarning={true} ao elemento. Só funciona à um nível de profundidade, e destina-se a ser uma válvula de escape. Não use em excesso. A não ser que o conteúdo seja um texto, o React ainda não vai tentar consertar, então ele pode permanecer inconsistente até futuras atualizações.

Se você precisa propositalmente renderizar algo diferente no servidor e no cliente, você pode fazer uma renderização de dois passos. Componentes que renderizam algo diferente no cliente podem ler uma variável de state como this.state.isClient, que você pode atribuir o valor true no componentDidMount(). Dessa forma o passo de renderização inicial irá renderizar o mesmo conteúdo que o servidor, evitando incompatibilidades, mas um passo adicional acontecerá sincronamente logo após a hidratação. Note que essa abordagem fará seus componentes mais lentos porque eles tem de renderizar duas vezes, então use com cautela.

Lembre-se de estar atento à experiência de usuário em conexões lentas. O código JavaScript pode carregar significativamente depois da renderização inicial do HTML, então se você renderizar algo diferente no passo do cliente, a transição pode ser áspera. No entanto, se executado bem, pode ser benéfico renderizar uma “casca” da aplicação no servidor, e só mostrar ferramentas extras no lado do cliente. Para aprender como fazer isso sem encontrar problemas de incompatibilidade do markup, consulte a explicação do parágrafo anterior.


unmountComponentAtNode()

ReactDOM.unmountComponentAtNode(container)

Remove do DOM um componente React já montado e limpa seus manipuladores de evento (event handlers) e estado (state). Se nenhum componente foi montado no contêiner, chamar essa função não faz nada. Retorna true se um componente foi desmontado e false se não tinha nenhum componente para desmontar.


findDOMNode()

Nota:

findDOMNode é uma válvula de escape usada para acessar o nó subjacente do DOM. Na maioria dos casos, o uso dessa válvula de escape é desencorajado porque perfura a abstração do componente. Foi deprecado em StrictMode.

ReactDOM.findDOMNode(component)

Se esse componente foi montado no DOM, isso retorna o elemento do DOM nativo do navegador. Esse método é útil para ler valores fora do DOM, como valores de campos de formulário e realizar medições do DOM. Na maioria dos casos, você pode anexar uma ref ao nó do DOM e evitar completamente o uso de findDOMNode.

Quando um componente renderiza null ou false, findDOMNode retorna null. Quando um componente renderiza uma string, findDOMNode retorna um nó de texto do DOM contendo esse valor. A partir do React 16, um componente pode retornar um fragmento com múltiplos filhos, nesse caso findDOMNode irá retornar o nó do DOM correspondente ao primeiro filho não vazio.

Nota:

findDOMNode só funciona em componentes montados (ou seja, componentes que foram postos no DOM). Se você tentar chamar isso em um componente que não foi montado ainda (como chamar findDOMNode() no render() em um componente que ainda tem que ser criado) uma exceção será lançada.

findDOMNode não pode ser usado em componentes funcionais.


createPortal()

ReactDOM.createPortal(child, container)

Cria um portal. Portais provêm uma forma de renderizar filhos em um nó do DOM que existe fora da hierarquia do componente do DOM.